17 de março de 2021

VÍDEO-PÔSTERES APRESENTADOS PELO GpS NO CONGRESSO VIRTUAL UFBA 2021

 1. A COMPOSTAGEM COMO ESTRATÉGIA DE GESTÃO DE RESÍDUOS ORGÂNICOS: FORTALECENDO A RESILIÊNCIA URBANA EM SALVADOR 


 

Autoras: Clarice Carvalho e Suzana Más Rosa

Orientadora: Andréa Cardoso Ventura


2. A CONSTRUÇÃO DE CIDADES NA CONTEMPORANEIDADE


Autor: Cristiano Frota De Oliveira

Orientadora: Andréa Cardoso Ventura

3. AÇÕES DA ESTRATÉGIA DE RESILIÊNCIA DE SALVADOR X OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL


Autoras: Angélica  e Fabiola Rodrigues Prado

Orientadora: Andréa Cardoso Ventura


4. DESAFIOS AO GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS EM SALVADOR

 

Autoras: Suzana Más Rosa

Orientadora: Andréa Cardoso Ventura


5. DISPONIBILIDADE DE RECURSOS PARA SALVAMENTO DOS PEQUENOS NEGÓCIOS FRENTE À PANDEMIA DE COVID-19

Autoras: João Pedro Macedo

Orientadora: Andréa Cardoso Ventura


6. OS IMPACTOS DA COVID-19 EM UMA CIDADE DESIGUAL: UMA BREVE ANÁLISE DE SALVADOR

 

Autoras: Clarice Carvalho, Tássio Santos Silva

Orientadora: Andréa Cardoso Ventura


7. PLANO DE RESILIÊNCIA URBANA DO RIO DE JANEIRO E A ATUAÇÃO NO COMBATE À COVID-19


Clique aqui para assistir a apresentação

Autoras: Clarice Carvalho, Tássio Santos Silva

Orientadora: Andréa Cardoso Ventura


8. UMA PROPOSTA ANALÍTICA DO DIREITO ANIMAL NO ÂMBITO DA GOVERNANÇA GLOBAL

Autoras: Lívia Chaves Marcolin

Orientadora: Andréa Cardoso Ventura



PARTICIPAÇÕES DO GPS NAS MESAS DO CONGRESSO VIRTUAL UFBA 2021

O grupo de pesquisa Governança para Sustentabilidade (GpS), sediado na Escola de Administração da UFBA, teve participação expressiva no Congresso Virtual UFBA 2021. Ao menos 10 de seus integrantes estiveram presentes em atividades realizadas no Congresso.
Como destaques, têm-se as seguintes mesas:

MESA: TRANSFORMAÇÃO CRIATIVA: SUSTENTABILIDADE E BOROGODÓ

Na mesa, especialistas do Brasil e de Barcelona discutiram este tema, durante o lançamento oficial da parceria entre a Cátedra UNESCO de Sustentabilidade (UNESCOSOST) e a Transcriativa. Estas duas instituições estão unindo forças para fomentar o desenvolvimento de capacidades de negócios, de empreendedores e de profissionais que tenham a criatividade e a sustentabilidade como pilares para a transformação social e econômica.

Esta parceria visa alcançar 5 objetivos:

1. Formação jovens e profissionais em criatividade e sustentabilidade, com foco na transformação dos negócios 

2 . Formação de consultores em "Sustentabilidade Criativa para Negócios" 

3. Construção de uma rede para criar conteúdo de melhores práticas e experiências sobre: empreendedorismo, educação, água, mudanças climáticas, mulheres, turismo, urbanização e outras questões com foco no impacto social e criativo. 

4. Criação o selo “Transcriativa-UNESCOSOST”, para reconhecer as empresas e profissionais que estão impactando o Brasil de forma criativa. 

5. Construção de indicadores para metrificar o impacto da transformação da criatividade no Brasil

O evento foi uma realização conjunta da Cátedra UNESCO de Sustentabilidade, da Transcriativa e da UFBA, representado aqui por 3 unidades universitárias: ICTI, IGEO e ADM. O evento contou com a parceria da Câmara de Inovação para a Sustentabilidade do Painel Salvador de Mudanças Climáticas e se engloba no projeto de extensão “Caminhos para Sustentabilidade”.

MESA: CIDADES RESILIENTES INTEGRANTES DA GLOBAL RESILIENT CITIES: UMA ANÁLISE COMPARATIVA NO BRASIL


No dia 26/02/2021, sala P, às 19h, foi apresentada uma análise comparativa das três cidades brasileiras componentes do global resilient cities (Rio de Janeiro, Porto Alegre e Salvador).

A introdução da exposição foi feita pela orientadora do projeto, Andréa Cardoso Ventura, explicando o que é o grupo de pesquisa, quais são seus objetivos e introduzindo seus componentes.

O grupo expôs brevemente os principais aspectos dos planos de resiliência de cada cidade, destacando gráficos e tabelas comparativas no que diz respeito aos choques e estresses previstos em cada cidade e as respectivas ações produzidas para sanar ou minimizá-los.

A apresentação se dividiu da seguinte forma:

Ø  O Pesquisador João Pedro explicou a metodologia adotada, que foi constituída de uma pesquisa bibliográfica seguida de elaboração de base de dados para confecção de quadros e gráficos comparativos e, por fim, a análises de dados.

Ø  A estratégia de resiliência da cidade de Salvador foi apresentada pela pesquisadora Angélica Fabiola Rodrigues Prado.

Ø  Clarice Araújo fez a exposição da estratégia de resiliência do Rio de Janeiro, trazendo como um grande problema os alagamentos causados pelo mar em períodos de ressaca.

Ø  Isadora Corbacho Durães apresentou sua análise de estratégia de resiliência de Porto Alegre, observando uma incoerência das ações da cidade referentes aos setores de recursos hídricos e reflorestamento, que foram escassas.

Ø  Ângela Andrade fez, em conjunto com Andréa Ventura, a análise dos resultados, expondo dados comparativos das três cidades referentes aos choques e estresses sofridos. 


     O tema do Painel Salvador foi dividido em duas meses por conta de sua extensão, da seguinte forma:

MESA: PAINEL SALVADOR DE MUDANÇA DO CLIMA: REDE DE PESQUISADORES EM PROL DO ENFRENTAMENTO ÀS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS NA CIDADE DE SALVADOR E SUAS CÂMARAS TEMÁTICAS SOBRE INFRAESTRUTURA URBANA 

Clique aqui para assistir a apresentação

MESA: PAINEL SALVADOR DE MUDANÇA DO CLIMA: REDE DE PESQUISADORES EM PROL DO ENFRENTAMENTO ÀS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS NA CIDADE DE SALVADOR E SUAS CÂMARAS TEMÁTICAS SOBRE RISCOS CLIMÁTICOS


As duas mesas tiveram como objetivo a apresentação do Painel Salvador de Mudancça do Clima e suas câmaras temáticas.

Andréa Ventura explica o propósito da criação do Painel, expondo sua relevância para o meio ambiente, para a sociedade civil e para o desenvolvimento urbano. Ademais, apresenta os objetivos do Painel junto a suas 10 Câmaras Temáticas e a produção executada até o momento pelo painel. Além disso, evidencia que as Câmaras devem ser formados de forma diversa e democrática, com o objetivo de atender aos interesses da comunidade.

O primeiro vídeo apresenta as 5 primeiras Câmaras presentes na primeira transmissão e as demais na segunda. As Câmaras foram introduzidas por suas/seus respectivas/os coordenadoras/es ou adjuntos, na seguinte ordem:

  1. Câmara Temática e Áreas Verdes - Carolina Spinola (cordenadora)
  2. Câmara de “Gestão Da Água” – Francisco Ramon (coordenador adjunto)
  3. Câmara Temática de “Mobilidade” – Édler Albuquerque e Iara Santos (coordenadores
  4. Câmara Temática de “Resíduos” – Viviana Zanta e Fabio Oliveira (coordenadores)
  5. Câmara Temática de “Energias Renováveis E Eficiência Energética” – Victor Vieira (coordenador)
  6. Câmara Temática de “Resiliência” – Adriana Campelo (coordenadora adjunta) e Andrea Ventura (coordenadora)
  7. Câmara Temática de “Eventos Extremos” – Paulo C. Zangalli Jr (coordenador)
  8. Câmara Temática de “Gerenciamento Costeiro” - Ícaro Thiago Andrade Moreira (coordenador)
  9. Câmara Temática de “Saúde” – Nelzair Vianna (coordenadora)

As/os Coordenadoras/es de cada Câmara expuseram seus membros, áreas de atuação, objetivos, o que produziram até então e o que pretendem produzir no futuro. 

MESA: CONTAS PÚBLICAS SUSTENTÁVEIS

Clique aqui para assistir a apresentação

Implantação de Compras Públicas Sustentáveis em Universidades Federais: o caso da UFBA Apresentação: Erika Maria Ribeito Souza Debatedores: Eduardo Souza Seixas (IFBA), Luciel Henrique de Oliveira (PUC Minas) e Arthur Ribeiro Bastos Neto (BCB) Mediação: Andréa Ventura (EAUFBA)

A mesa de debates representou o lançamento do livro “Implantação de Compras Públicas Sustentáveis em Universidades Federais: o caso da UFBA”, de Erika Maria Ribeiro Souza e Andréa Cardoso Ventura. O livro explora, de maneira detalhada, as compras públicas sustentáveis (CPS): um dos principais instrumentos globais para o desenvolvimento sustentável. Para tanto, após apresentar as normas e estratégias já consolidadas neste sentido no Brasil, analisa, por meio do estudo de caso aprofundado da Universidade Federal da Bahia (UFBA), o processo de implementação desta modalidade de compras. Ao apresentar propostas de melhoria para a UFBA, propõe-se a contribuir para a disseminação desta prática pelos órgãos da administração pública e, portanto, para a consolidação desta importante política pública.

Neste evento, após breve apresentação da obra por parte da primeira autora, haverá um debate, mediado pela segunda autora, envolvendo dois pesquisadores da área de CPS e um profissional atuante na mesma área, também na esfera pública. Espera-se, dessa forma, promover uma reflexão sobre o papel das licitações públicas como um instrumento de influência na mudança no padrão de produção. Espera-se, ainda, trazer contribuições para a disseminação e a consolidação desta importante política pública em prol do desenvolvimento sustentável do Brasil.

11 de dezembro de 2020

Apresentação V.Torinelli no FSI-CEMLA-BCB Seminar on Climate Risk Assessment in the Financial Sector

Nessa quinta-feira, dia 10/12/20, a pesquisadora BRASFI/GpS/UFBA, Viviane H. Torinelli, apresentou os resultados preliminares da sua tese de doutorado no Seminário sobre Avaliação de Risco Climático no Setor Financeiro, promovido conjuntamente pelo Financial Stability Institute (FSI), o Center for Latin American Monetary Studies (CEMLA) e o Banco Central do Brasil (BCB). A pesquisa versa sobre como considerar os riscos ambientais na alocação estratégica de ativos (SAA, do acrônimo em inglês) das reservas internacionais (RIs) administradas pelos bancos centrais (BCs). Como resultado, é proposta uma estrutura analítica multicritério para avaliar a exposição ao risco ambiental de uma carteira de investimentos, compatível com o perfil de investidor dos BCs, como gestores das RIs. A estrutura inclui a análise de risco ambiental (ERA, do acrônimo em inglês) na abordagem tradicional SAA para RIs.

27 de agosto de 2020

4° Webinar BRASFI - Financiamento coletivo e inovação de impacto

 Nessa terça-feira, dia 25/08, aconteceu o nosso 4° Webinar promovido pela BRASFI e parceiros cujo tema central foi “financiamento coletivo e inovação de impacto”. Tivemos como convidados a Benfeitoria que trouxe em sua fala o relato de um de seus projetos financiados coletivamente pela modalidade de matchfunding em sua plataforma, a Startup Afrosaúde. Como mediação tivemos a participação da Greicy Lucena, membro da BRASFI e conselheira da Liga de Mercado Financeiro da Paraíba.

Durante o bate papo foram apresentados conceitos como o que é o crowdfunding ou financiamento coletivo. A Benfeitoria, com toda sua expertise, apresentou os mais diversos tipos de financiamento ofertados em sua plataforma, deixando claro as especificações de cada um, seus benefícios e o papel potente do financiamento coletivo como agente importante na economia colaborativa brasileira, bem como sua influência na viabilização de projetos que sanam problemas reais e estruturais da sociedade.
A Afrosaúde, trouxe em sua fala a vivência que obteve com o financiamento coletivo de um projeto lançado durante a pandemia, o reflexo desse projeto no futuro da empresa e principalmente o impacto gerado e viabilizado pelo financiamento coletivo.
E por que a BRASFI fomentou esse tipo de discussão?
O financiamento coletivo pode ser visto como a legitimação da pessoa física como potencial financiador de projetos, viabilizando a criação de diversas soluções e produtos que geram valor.
Acreditamos que esse tipo financiamento é fundamental para gerar uma sociedade colaborativa e preocupada com a entrega de bens, produtos e serviços gerados pelas empresas e pessoas financiadas, criando um ambiente de relacionamento e responsabilidade entre as partes.
E você, como enxerga a prática de Crowdfunding?


Segue link para a versão gravada do webinar: https://youtu.be/wRmioCYYA0w.

On this Tuesday, August 25th, our 4th Webinar was promoted by BRASFI and partners whose central theme was “collective financing and impact innovation”. We were invited to Benfeitoria, who brought in his speech an account of one of his projects financed collectively by the matchfunding modality on its platform, Startup Afrosaúde. As mediation we had the participation of Greicy Lucena, a member of BRASFI and advisor to the Financial Market League of Paraíba. During the chat, concepts such as crowdfunding or collective financing were presented. Benfeitoria, with all its expertise, presented the most diverse types of financing offered on its platform, making clear the specifications of each one, its benefits and the powerful role of collective financing as an important agent in the Brazilian collaborative economy, as well as its influence on viability of projects that solve real and structural problems of society. Afrosaúde, in his speech, brought the experience he obtained with the collective financing of a project launched during the pandemic, the reflection of this project in the future of the company and mainly the impact generated and made possible by the collective financing. And why did BRASFI encourage this type of discussion? Collective financing can be seen as the legitimation of individuals as a potential project financier, enabling the creation of various solutions and products that generate value. We believe that this type of financing is fundamental to generate a collaborative society and concerned with the delivery of goods, products and services generated by the companies and people financed, creating an environment of relationship and responsibility between the parties. And you, how do you see the practice of Crowdfunding? Here is a link to the recorded version of the webinar: https://youtu.be/wRmioCYYA0w.



18 de agosto de 2020

Gps promove terceiro webinar sobre Finanças e Investimentos Sustentáveis.


No dia 30 de julho de 2020, o grupo GpS e parceiros promoveram o terceiro webinar sobre Finanças e Investimentos Sustentáveis, no âmbito da iniciativa liderada pela BRASFI. O evento abordou inovação local e investimento de impacto, através do caso Sanar e Vox Capital, com a presença de Ubiraci Mercês, CEO da Sanar, e Gabriela Chagas, da Vox Capital. Ao final, uma mesa redonda de debate foi mediada pela Professora Doutora Andrea Ventura, da Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia e coordenadora do GpS. A abertura e encerramento do evento foi efetuada pela Doutoranda Viviane Helena Torinelli, co-fundadora da BRASFI. 

A versão gravada da mesa redonda está disponível no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=qGcHQ__UWFs

GpS group and partners promoted third webinar on Finance and Sustainable Investments


On July 30, 2020, the GpS group and partners promoted the third webinar on Finance and Sustainable Investments, as part of the initiative led by BRASFI. The event addressed local innovation and impact investment, through the case of Sanar and Vox Capital, with the presence of Ubiraci Mercês, CEO of Sanar, and Gabriela Chagas, of Vox Capital. At the end, a roundtable debate was mediated by Prof. Dr. Andrea Ventura, from the School of Administration at the Federal University of Bahia and coordinator of the GpS. The opening and closing of the event was carried out by PhD student Viviane Helena Torinelli, co-founder of BRASFI.

The recorded version of the roundtable is available on YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=qGcHQ__UWFs.